Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Alimentos que aumentam o tesão

Imagem
Quemse entupiu de amendoim, ovo de codorna e jurubeba achando que ia abafar na hora do sexo? Os alimentos afrodisíacos existem sim, mas não é bem assim. Não existem estudos que comprovem cientificamente o poder de provocar desejo de forma física, mas só de mexer com a cabeça de quem os usa já é meio caminho andado. Alimentos precisam ser ingeridos com  certa frequência para que funcionem e ajudem o organismo a funcionar melhor. Mas nessa época de tudo ser sustentável e ecológico, vamos ver alguns afrodisíacos naturais, para que você não utilize Viagra, nem comprometa seu organismo tomando medicamentos sintéticos. Conheça alguns alimentos que podem te ajudar na hora H: Mel Alimento rico em vitamina B, que ajuda na fabricação de testosterona, e boro, que ajuda o organismo a metabolizar o estrogênio, esse alimento sempre foi fonte de saúde para o ser humano. Alguns estudos indicam que o uso contínuo faz com que aumente o nível de testosterona no sangue.Em excesso, provoca diarréia. Chocolate

MUTAÇÕES DA SEXUALIDADE FEMININA

Imagem
Sanz (2007), em sua extensa pesquisa sobre os escritos de Bachofen, afirma que ele foi o grande iniciador dos estudos sobre as origens do matriarcado, da “cultura ginecocrática” na antiguidade. Pensador e investigador do século XIX, docente colega de Nietzsche, Bachofen distinguiu três momentos importantes na constituição do período matriarcal no passado grego e sua passagem para o patriarcado:
- Primeiro estágio: Dominado pela deusa Afrodite, a vida se encontrava então em plena de símbolos do feminino e da natureza. O direito natural que prevalece aqui é o da fecundidade. Da terra, sua capacidade criadora. A terra é a grande mãe. - Segundo estágio: Predomina o culto à deusa Deméter, na qual o feminino aceita a mediação do matrimônio num plano social e na agricultura como uma forma essencial, contudo, em unidade com a natureza. - Terceiro estágio: Triunfo de Apolo, o deus-sol. Aqui inicia-se o predomínio masculino e o desprezo ao feminino, produzindo-se, assim, a passagem do sistema matr…

FREUD

Imagem
O inconsciente Diz Freud, não é o subconsciente. Este é aquele grau da consciência como consciência passiva e consciência vivida não-reflexiva, podendo tomar-se plenamente consciente. Oinconsciente, ao contrário, jamais será consciente diretamente, podendo ser captado apenas indiretamente e por meio de técnicas especiais de interpretação desenvolvidas pelapsicanálise.

TEORIA DE FREUD

Imagem
É de todos conhecido, que a psicanálise, como terapia e como teoria foi uma criação de Sigmund Freud, que nos finais do século XIX, pôde observar nos seus pacientes neuróticos, que a maior parte das perturbações emocionais se deviam à existência de problemas sexuais reprimidos, embora, o conceito de sexualidade tivesse para ele um significado muito mais vasto do que lhe era atribuído pela linguagem comum. Segundo Freud, a sexualidade não se deve identificar com a “genitalidade”, embora esta esteja incluída naquela.
A sexualidade seria para Freud, todo o tipo de comportamento que resultasse fisicamente gratificante, que produzisse sensações de prazer e, portanto, abrangeria toda a actividade instintiva relacionada com as necessidades corporais. A partir desta ideia básica, a concepção de Freud sobre o homem mudou consideravelmente à medida que o trabalho desenvolvido com os seus pacientes neuróticos lhe ia apresentando novos dados (é sabido que Freud tratou alguns casos de histeria, per…

Soneto de fidelidade

Imagem
Vinicius de Moraes De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure http://letras.terra.com.br/vinicius-de-moraes/86563/

DESEJO MASCULINO

Imagem
DESEJO Essa é a Primeira Fase do Ciclo Sexual, onde os instintos são estimulados e os apetites crescem. O desejo, ou a sensualidade é uma experiência subjetiva que incita a pessoa a buscar atividade sexual. Em termos cerebrais, há mensagens neurofisiológicas que motivam a busca por sexo. Esses sinais neurológicos ainda não foram bem explicados, mas já se fala em uma espécie de Centro de Desejo Sexual no Cérebro, que seria constituído principalmente por uma pequena região cerebral denominada Claustro. Nos homens, o estímulo visual é de extrema importância para iniciar e manter o desejo sexual. EXCITAÇÃO A Segunda Fase do Ciclo Sexual ocorre quando o corpo passa a responder fisiologicamente frente aos estímulos que dispararam o desejo sexual. Ou seja, a excitação é a resposta do corpo ao desejo. No homem, a excitação é demarcada pela ereção (quando o pênis fica rijo). Duas alterações fisiológicas são as principais protagonistas nessa fase. A congestão vascular, que é o aumento da quantidad…

CICLOS DO DESEJO SEXUAL FEMININO

Imagem
DESEJO Essa é a Primeira Fase Sexual, onde os instintos são estimulados e os apetites crescem. O desejo, ou a sensualidade, é uma experiência subjetiva que incita a pessoa a buscar atividade sexual. Em termos cerebrais, há mensagens neurofisiológicas que motivam a busca por sexo. Esses sinais neurológicos ainda não foram bem explicados, mas já se fala em uma espécie de Centro de Desejo Sexual no Cérebro, que seria constituído principalmente por uma pequena região cerebral denominada Claustro. Nas mulheres, o olfato e principalmente o tato, são bastante responsáveis pelo aumento do desejo sexual. EXCITAÇÃO A Segunda Fase do Ciclo Sexual ocorre quando o corpo passa a responder fisiologicamente frente aos estímulos que dispararam o desejo sexual. Ou seja, a excitação é a resposta do corpo ao desejo. Na mulher, a excitação é demarcada pela produção de uma secreção responsável pela lubrificação vaginal. Duas alterações fisiológicas são as principais protagonistas nessa fase. A congestão vascu…

O que desperta o desejo sexual feminino

Imagem
Ida Bauer aparece nos textos de Sigmund Freud, o pai da psicanálise, sob o nome fictício de Dora. É uma moça bonita, de 15 anos, perturbada por tosses nervosas e incapacidade ocasional de falar. Chegou ao divã do médico vienense queixando-se de duas coisas: assédio sexual de um amigo da família e indisposição do pai em protegê-la. Freud aceitou os fatos, mas desenvolveu uma interpretação própria sobre eles. O nervosismo e as doenças se explicavam porque a moça se sentia sexualmente atraída pelo molestador, mas reprimia a sensação prazerosa e a transformava, histericamente, em incômodo físico. Como Ida se recusou a aceitar essa versão sobre seus sentimentos, largou o tratamento. Peter Kramer, biógrafo de Freud, diz que os sintomas só diminuíram quando ela enfrentou o pai e o molestador, tempos depois. Freud estava errado; ela, certa. Anos mais tarde, refletindo sobre a experiência, Freud escreveu uma passagem famosa: “A grande questão que nunca foi respondida, e que eu ainda não fui ca…

Relações explosivas: Por que é tão difícil colocar um ponto final?

Imagem
"Assim como buscamos emoção no uso de drogas, na prática de esportes radicais que muitas vezes chegam a destruir nossa vida, podemos utilizar os relacionamentos para isso" Quando se trata de relacionamentos, percebemos que existem todos os tipos de encontros entre pessoas, desde os luminosos encontros amorosos, até parcerias doentias que mais fazem mal do que bem.
Ora, quando pensamos racionalmente, tudo fica muito simples. Se uma relação nos faz mal deveríamos deixá-la e seguir em frente, em busca de alguém com quem pudéssemos celebrar uma parceria saudável, construtiva e mais feliz. Mas nem sempre é assim.
É muito comum, e eu tenho certeza de que você conhece algum casal assim. Encontramos pessoas que parecem estar unidas não pelo que tem de saudável, e sim por uma espécie de vínculo doentio, que não parece fazer sentido para quem olha de fora. São casais que vivem no limite, a ponto de explodir. Parecem viver numa intensidade tal que o menor movimento pode ser o gatilho pa…

A intuição não é um dom mágico, mas uma capacidade do cérebro que pode ser desenvolvida e aplicada na hora de tomar decisões

Imagem
Há sete anos a terapeuta junguiana Lúcia Rosemberg desistiu na última hora de uma viagem marcada para Campos do Jordão. Era réveillon. Ela iria com os filhos e uma amiga. “Na hora de arrumar as malas senti uma preguiça inexplicável, daquelas de encostar no batente da porta e falar: ‘Ah, não quero mais...' " Não foi. No dia 2 de janeiro caiu um raio na casa. “Pegou fogo na fiação, o quarto onde estariam meus filhos foi destruído." Para a terapeuta, ter escutado a própria intuição foi o que evitou a tragédia. “O inconsciente sabe antes, é que a gente não dá ouvidos."

Dificuldade de se relacionar pode ser sinal de insegurança masculina

Imagem
Todo mundo conhece pelo menos uma mulher que já tenha se queixado da "fuga" dos homens quando estes percebem estar entrando em uma relação. Quando parece que os dois vão engatar em um relacionamento um pouco mais profundo, as coisas começam a esfriar repentinamente, sem qualquer explicação. E ele que parecia tão apaixonado e presente, já não está mais tão disponível, deixa de ligar, não envia mensagens, desaparece por alguns dias... O que acontece?

Atração espiritual ou biológica/

Imagem
Por Simon Jacobson O que está por trás da atração entre os sexos? A sexualidade é um assunto sobre o qual ninguém é neutro. Todos têm uma natureza sexual, todos têm necessidade da sexualidade, e uma personalidade sexual que foi formada no lar, na escola, pelo sistema de tentativa e erro na vida, e seja lá o que for que passemos ao longo do caminho, das influências sutis e nem tão sutis assim da sociedade em que vivemos.

SEXUALIDADE HUMANA

Imagem
A sexualidade é uma das condições básicas nas quais se encontra instalada a existência pessoal.Causa, conseqüentemente, um âmbito peculiar de atuação no qual se realiza o desígnio vocacional de cada pessoa.
Dimensões da sexualidade humana
*A sexualidade humana possui diversas dimensões, tão complexas como a própria pessoa humana. Provavelmente, a mais notável distorção da no que diz respeito à compreensão e vivência da sexualidade, nos dias de hoje, seja o reducionismo, isto é, a redução da sexualidade à uma única dimensão, qual seja, a biológica. E, em muitos casos, a redução da redução: a concepção da sexualidade na mera dimensão biológica-genital ou gonádica (órgãos sexuais).Ora, tal dimensão existe e é importante, mas não ocupa (se ocupa) todo o tempo da vida. É necessário atentar e tomar consciência de todas as dimensões da sexualidade, que são:

O que é sexualidade ?

Imagem
O que podemos entender por sexualidade?Podemos, de uma maneira um tanto simplificada, entender a sexualidade quando estamos falando e pensando sobre as nossas sensações, sentimentos e emoções envolvendo a energia sexual. Para falar de energia sexual podemos nos referir à libido, se quisermos ser um pouco técnicos ou psicólogos no assunto. Libido vem do latim e quer dizer “desejo violento ou luxúria” Mas no sentido psicanalítico – a psicanálise foi criada por Freud – temos a energia motriz dos instintos de vida, portanto da conduta ativa e criadora do homem. Assim nos explica de forma bem acessível o dicionário Aurélio. Ou podemos falar de energias perispirituais enquanto força criadora presente em todos nós, espíritos em evolução passando por este plano. É claro que poderíamos apresentar outras definições, quer de tendências religiosas ou como explicação teórica e técnica sobre o assunto.